terça-feira, 13 de outubro de 2009

A volta de Cristo

“Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor. Se o pai de família soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria que sua casa fosse arrombada”. Mateus 24: 42,43.

Através desta passagem, tão conhecida, proclamada e, porque não dizer, temida por muitos, a Bíblia nos ensina uma grande lição: precisamos estar preparados para o Grande Dia. O Dia do Senhor Jesus.

Esse Grande Momento não pode nos pegar enfraquecidos, desanimados ou estagnados. Por isso, enquanto esperamos o retorno de Cristo, devemos buscar a Sua face, o Seu coração e a Sua intimidade.

Que naquela Grande Hora, estejamos na plenitude de nossas caminhadas, no auge de nossos relacionamentos com o Pai, no ponto máximo de nossas associações e experiências com o Reino de Deus.

Que esse Grande Encontro seja caracterizado por um sorriso largo, por um olhar de aprovação e por um abraço que apague os equívocos e celebre a história, o espírito e o coração quebrantado.

A segunda vinda de Jesus, apesar de todos os sinais presentes no sermão profético, será algo absolutamente inesperado. “porque o Filho do homem há de vir à hora em que não penseis”. Mateus 24:44.

O Mestre leva esse desconhecimento temporal tão ao pé da letra que chega a afirmar que, “daquele dia e hora, ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o filho, mas unicamente meu Pai”. Obviamente, o Jesus que desconhece o ‘Grande Dia’ é o Deus encarnado, jamais o Cristo que, agora, intercede por homens e mulheres à direita do Criador.

Essa realidade aguça o nosso senso de prontidão, de espera iminente, de esmero espiritual. Mesmo com todas as nossas dificuldades, precisamos viver como se Jesus estivesse voltando hoje. E isso passa não apenas por uma existência reta diante de Deus, mas, também e principalmente, por um coração transformado e revirado pelo avesso pelo Evangelho.

Como receber o Senhor neste grande dia se ainda estivermos nos arrastando espiritualmente? Que olhar Ele lançará sobre cada um de nós se ainda estivermos levando uma existência espiritual medíocre? Nos reconhecerá o Filho do homem mesmo levando em consideração nosso grau de comprometimento com a santidade, com o testemunho e com o avanço de Sua obra?

Reproduzindo o que já lemos e ouvimos centenas de vezes: se Cristo voltasse hoje, nesse exato momento, você acha que Ele se alegraria com a sua vida?

5 comentários:

Pb. Juari Barbosa disse...

Nobre Companheiro, parabens pelo post, que nós fiquemos vigilantes, poque Ele está as portas.

Abraços,

Pb. Juari Barbosa

Maurílio Santarém disse...

Parabéns pelo texto, irmão.

Essa é uma preocupação que, infelizmente, colocamos sempre em terceiro, quarto, quinto lugar.

Achamos sempre que ainda teremos muito tempo para acertarmos nossas contas com o Senhor. Ledo engano.

Patrício Figueira disse...

Alex,

Vc está perdoado.

Sei como são essas coisas.

Às vezes, bate um branco mesmo.

Gosto muito do seu blog e, com certeza, vou continuar acessando.

Forte abraço.

Alberto disse...

Querido irmão,

Tenho sido muito abençoado pelos seus posts.

Na verdade, já acompanho este espaço há algum tempo.

Mas ainda não tinha deixado comentários.

É importante isso, né? voltar e agradecer pela bênção.

Que o Senhor Deus abençõe a vc e a toda a sua família.

AlziJesus disse...

Olá!
A paz do Senhor!
Irmão em Cristo Jesus, parabéns pela mensagem, concordo plenamente temos que buscar o Senhor Jesus enquanto há tempo.
Já estou seguindo-o e levei seu banner.
Aguardo a sua visita no meu, seu humilde Blog e se for de sua vontade é só seguir-me lá tem um banner ou selinho para selarmos a nossa parceria e amizade em Cristo Jesus.Até lá!
Peço a Deus pra te abençoar rica e poderosamente em nome do Senhor Jesus.